Vendas a prazo ou à vista: qual é a melhor opção para o caixa da sua empresa?

15 de março de 2021 | Banco de palavras, Blog, Dicas, Geral | Voltar

A dúvida entre realizar vendas a prazo ou vendas à vista é muito comum para as empresas dos mais diversos setores do mercado ou formatos comerciais por exemplo, grandes indústrias, lojas físicas ou empresas que só funcionam online. Esses negócios têm necessidades e fluxos de vendas diferentes e, por isso, a dúvida entre ter como um padrão a venda a prazo ou a venda à vista é muito recorrente. 

Afinal de contas, todas as empresas precisam manter um fluxo de caixa equilibrado e que gere capital de giro. Para decidir entre uma dessas duas opções de vendas, é importante entender o fluxo de vendas da empresa, o perfil predominante do seu cliente ideal, a dependência de caixa positivo do seu negócio e muitos outros fatores. 

Se você chegou até este conteúdo, provavelmente está em busca de informações para tomar a melhor decisão para o seu negócio. A WEEL, fintech de soluções de crédito e tecnologia para empresas, preparou este conteúdo para que você tire todas as suas dúvidas sobre as vendas a prazo ou vendas à vista. Leia os tópicos a seguir e saiba tudo a respeito!


O que é uma venda a prazo?

Vender a prazo significa que, ao realizar quaisquer prestação de serviços ou fornecer qualquer produto em uma transação monetária para pessoas jurídicas – no caso das vendas B2B, entre empresas – ou pessoas físicas – no caso das vendas B2C, entre empresas e pessoas comuns –, os vendedores serão responsáveis por concederem períodos maiores para que seus clientes devedores possam pagar pelo que obteve. 

Ao contrário das vendas à vista, o valor não será obtido pela sua empresa de uma só vez. Entrará no caixa do vendedor de forma parcelada em vários meses e, na maioria das vezes, com um valor relativo à taxa de juros e os encargos cobrados em troca do prazo dado ao cliente para pagar. 

Apesar de parecer óbvio, ao realizar vendas a prazo os vendedores precisam ter mais organização e desenvolver sua inteligência financeira para evitarem um descasamento de fluxo de caixa por não terem, de forma imediata, o capital correspondente ao investido antes de realizar suas vendas para manter a sua cadeia produtiva e a saúde do seu capital positivo.  

Quais são os motivos para vender a prazo?

Devido aos avanços dos sistemas de pagamentos ocorridos nas últimas décadas, as vendas a prazo se tornaram cada vez mais comuns. Existe uma razão principal para que os vendedores façam vendas a prazo: seus clientes pessoas jurídicas ou pessoas físicas sempre precisam de prazos maiores para pagarem suas obrigações. Os cartões de crédito empresariais, contas para pessoas jurídicas e outras soluções viabilizam que as empresas realizem vendas que permitem que seus clientes façam pagamentos de forma parcelada.

As vendas a prazo, assim como os outros métodos de pagamentos, têm pontos positivos e negativos. Confira as vantagens e desvantagens de realizar uma venda e conceder prazos alongados de pagamento aos seus clientes:

Vantagens das vendas a prazo

Saiba quais são os benefícios das vendas a prazo:

  • Atrair mais clientes e aumento das vendas: seu público-alvo enxergará na sua empresa uma oportunidade mais atrativa de negociação, isso fará a sua carteira de clientes aumentar e, consequentemente, o seu faturamento via vendas a prazo será impulsionado;
  • Fidelizar seus clientes por dar prazo: por saberem que a sua empresa costuma oferecer prazos mais agradáveis para seus consumidores, naturalmente os clientes darão prioridade para fechar negócios e comprar – especialmente quando precisarem fazer compras caras, por exemplo – com o seu negócio;
  • Transmite uma imagem positiva da empresa: ser flexível e dar prazos maiores para seus clientes pagarem reforça que a sua empresa tem estabilidade financeira, dá valor aos seus consumidores e é confiável. Isso, além de atrair mais clientes, torna possível que você feche parcerias;
  • Aumento do valor por causa da taxa de juros: geralmente, ao expandir os prazos de pagamentos dos seus clientes, incluem um percentual em cima das parcelas que deverão ser pagas mensalmente. Isso também faz com que elas possam faturar mais e seus clientes paguem um percentual correspondente à vantagem de pagar de forma prolongada.   

Desvantagens das vendas a prazo

Saiba quais são as partes negativas de vender a prazo:

  • Ter um recebimento demorado, a prazo: apesar de ser óbvio, essa é uma desvantagem que os vendedores às vezes não levam em consideração visto que, aparentemente, eles estão lucrando mais com as taxas aplicadas às vendas a prazo. Não receber à vista pode causar surpresas ao fluxo de caixa do vendedor já que, para realizar a venda de produtos ou prestar seus serviços, ele precisou fazer um investimento utilizando seu capital próprio – ou até capital de terceiros -, não necessariamente terá os recursos necessários para quitar suas obrigações e esse retorno não será recebido à vista e sim de forma parcelada;
  • Ter o risco de descasamento de caixa: assim como falamos anteriormente, se não houver um planejamento sólido e estratégico, os vendedores podem causar um descasamento de caixa por não terem o capital necessário em caixa para quitar suas obrigações com a matérias-primas, insumos, equipamentos, folhas de pagamentos, débitos aos fornecedores,  
  • Lidar com possíveis inadimplências: o mercado é imprevisível e, por vezes, em períodos de até 120 dias, as empresas podem ser surpreendidas com prejuízos financeiros tão grandes que a levem a não pagarem seus débitos e entrarem em inadimplência com seus fornecedores. O período dado aos devedores para que paguem a prazo podem ser perigosos já que, se os vendedores não tiverem feito uma análise de risco antes de realizar a venda, sempre existe o risco dessas vendas não serem pagas e esse problema ter que ser resolvido juridicamente.

Mas agora que você já tirou suas dúvidas sobre as vendas a prazo, vamos entender melhor as vendas à vista? Continue lendo os tópicos a seguir e confira!

O que é uma venda à vista?

O conceito de vender à vista, ao contrário do que explicamos sobre as vendas a prazo nos tópicos anteriores, remete a todas as prestações de serviços ou vendas de produtos para pessoas jurídicas – no caso das vendas B2B, entre empresas – ou pessoas físicas – no caso das vendas B2C, entre empresas e pessoas comuns –, que são cobradas de uma só vez. Ou seja, os devedores devem pagar aos vendedores de forma direta, em uma só parcela.

Essa é a forma de recebimento mais desejada pelos vendedores. Afinal, desta forma esses vendedores podem aumentar o seu capital positivo em caixa a curto prazo e não precisarão esperar longas parcelas para obter o valor completo de suas vendas.

É importante que as empresas vendedoras tenham alguns cuidados ao exigir pagamentos à vista dos seus clientes pessoas físicas ou jurídicas. Caso contrário, o risco de investir este valor de forma irresponsável e não fazer uma previsão planejada dos gastos de caixa que estão por vir também são grandes. 

Quais são os motivos para vender à vista? 

O motivo mais comum para que as empresas priorizem as vendas à vista é lógico: não precisar esperar meses para obter o valor completo correspondente à sua venda. Entretanto, assim como falamos sobre as vendas a prazo nos tópicos anteriores, as vendas à vista também têm pontos positivos e pontos negativos que devem ser levados em consideração na hora de estabelecer um acordo comercial. 

Confira as vantagens e desvantagens de exigir pagamentos à vista dos seus devedores:

Vantagens das vendas à vista

Saiba quais são os benefícios de vender à vista:

  • Aumento da receita a curto prazo: por meio das vendas à vista os vendedores podem aumentar, a curto prazo, o valor que está circulando no seu fluxo de caixa. Não será necessário aguardar até 120 dias, por exemplo, para receber todo o valor correspondente à venda que foi realizada;
  • Evitar necessidades de caixa: ao contrário das vendas a prazo, as vendas à vista permitem que os vendedores tenham acesso rápido a um capital que, por vezes, pode ser indispensável para quitar suas necessidades de caixa e livrar a empresa de possíveis inadimplências que a levariam a problemas financeiros mais sérios ou até mesmo à captação de capital de terceiros;
  • Vendedores geralmente dão descontos: é muito comum que, por ser uma das modalidades de recebimento mais desejada pelos vendedores, essas vendas à vista estejam associadas a um desconto. Dessa forma, apesar de abaixar um pouco o valor relativo às prestações de serviços ou às vendas de produtos feitas pelo vendedor, a probabilidade de aumentar suas vendas por causa deste desconto e fidelizar seus clientes é maior. 

Desvantagens das vendas à vista

Saiba quais são as partes negativas de vender à vista:

  • Perder clientes que precisam de prazo: boa parte dos clientes não têm o capital necessário para pagar suas comprar à vista e, portanto, caso você, vendedor, só aceite este tipo de pagamento, eles não irão considerar a sua empresa como uma possível fornecedora ou parceira. Portanto, é possível que ao restringir apenas a fazer vendas à vista, a sua empresa perca alguns clientes;
  • Descontrole devido à má gestão de caixa: assim como as vendas a prazo, sempre receber à vista também pode causar problemas ao fluxo de caixa de uma empresa. Especialmente se esta empresa não tiver boas projeções de faturamento e não tiver previsões dos gastos que estão por vir;
  • Devedores geralmente pedem descontos: é comum que, ao fazer pagamentos à vista, esses clientes devedores peçam descontos em cima do valor relativo à sua compra. Portanto, se você não estiver preparado para fornecedor condições mais atrativas em troca deste recebimento imediato, prepare-se para esta possível negociação. 

Por que é essencial entender o mercado em que a sua empresa atua? 

Todos os empreendedores sabem que, ao abrir uma empresa, é indispensável fazer uma análise profunda do mercado em que esse negócio faz parte e, além disso, conhecer e avaliar bem seus possíveis concorrentes diretos ou indiretos. Afinal, se você não levar esses fatores e alguns outros pontos em consideração, provavelmente o seu negócio enfrentará dificuldades e correrá o risco de não sobreviver no mercado, de forma geral, é super competitivo.

Em relação à decisão entre vender a prazo ou vender à vista, esta análise de concorrentes será fundamental. Após pesquisar, selecione os concorrentes mais relevantes e investigue se o processo de venda dessas empresas costuma ser com foco em receber sempre à vista ou são mais flexíveis às vendas a prazo. Dessa forma você entenderá o público-alvo da sua empresa prefere e, geralmente, encontra no mercado. 

Se as empresas não tiverem um bom controle de capital próprio, há um grande risco de haver um descasamento no fluxo de caixa. Para garantir a saúde do seu fluxo de caixa, muitas empresas contam com instituições financeiras parceiras para conseguirem ser mais flexíveis aos pedidos dos seus clientes PJ ou PF. Faça uma análise das referências que você tem e, se fizer sentido para o seu negócio, pesquise e entre em contato com essas instituições financeiras ou outras parceiras com condições ainda melhores.

Mas afinal, qual é o ideal para a sua empresa? Vendas à vista ou a prazo? 

Essa decisão é relativa e depende das necessidades e particularidades da sua empresa. Portanto, não há uma resposta padrão, é essencial que você e o seu departamento financeiro analise todos os fatores e riscos que envolvem as vendas à vista e as vendas a prazo, de forma personalizada e levando em consideração o cenário atual da sua empresa, da economia, dos seus clientes e do mercado em que atua. 

Avalie a sua situação financeira, as exigências mais frequentes dos seus clientes e o risco de fechar os negócios que você, vendedor, vêm fazendo. Melhorar a sua análise de risco, ter uma reserva de emergência e montar uma planilha de fluxo de caixa são algumas dicas que podem ser úteis na hora de optar entre as vendas à vista ou as vendas a prazo. 

Conheça o WEEL Pay®: sua empresa pode receber à vista e vender a prazo

Muitas empresas perdem vendas por não conseguirem ser flexíveis em relação às necessidades de prazo dos seus clientes. Por isso, algumas operações financeiras podem ajudá-las a se adaptar, de forma segura, para não perder mais vendas.

O WEEL Pay®, o novo financiamento de vendas para empresas da WEEL, fintech de crédito B2B, é uma dessas soluções inteligentes de crédito. Por meio desta operação, a sua empresa recebe à vista, dá prazos maiores para que seus clientes PJ possam pagar e eliminam, de vez, o risco de inadimplência das suas vendas. Tudo isso de forma 100% digital, sem burocracias e com condições personalizadas para a sua empresa e para seus clientes.

Confira as condições deste financiamento de vendas:

  • Linhas de financiamento de até R$ 5 milhões para a sua empresa;
  • Limites de financiamento personalizado para cada cliente PJ;
  • Taxas de juros atrativas e customizadas para cada operação;

Para obter este financiamento, sua empresa precisa ter:

  • Faturamento anual acima de R$5 milhões;
  • Histórico mínimo dos 12 meses de faturamento;
  • CNPJ em atividade há, no mínimo, 2 anos;
  • Emitir NF-e’s ou CT-e’s para PJ’s.

Para saber quais são as condições que a sua empresa pode obter, faça uma simulação do WEEL Pay® utilizando a plataforma da WEEL e, em 24 horas – válidas durante os dias úteis – descubra. Clique no banner abaixo e solicite uma simulação para a sua empresa:

Vantagens do WEEL Pay® para a sua empresa:

  • Recebimento à vista das vendas a prazo; 
  • Aumento expressivo das suas vendas; 
  • Fim do seu risco de inadimplências; 
  • Fidelização da sua base de clientes PJ’s; 
  • Terceirizar sua cobrança, sem custos; 
  • Redução de custos com os “birôs” de crédito.

Vantagens do WEEL Pay® para seus clientes PJ:

  • Prazos maiores de pagamentos; 
  • Melhores condições para a sua compra; 
  • Prazos alongados de pagamentos; 
  • Prioridade como cliente da sua empresa.

Nosso artigo sobre vendas a prazo ou vendas à vista foi esclarecedor para você? Se ainda tiver dúvidas sobre esses temas, comente aqui embaixo e responderemos em breve. Suas dúvidas podem ser incluídas neste conteúdo ou até mesmo ajudar outros leitores.

Para entrar em contato com a equipe da WEEL e saber como nossas soluções podem te ajudar em relação a essas vendas, utilize a nossa página de contato, fale conosco em tempo real pelo nosso chat, envie um e-mail para suporte@weel.com, ligue para +55 11 3198-5196!

Autor

Escrito por Rogério Barros

Content & SEO Manager da WEEL. Integrante do time de Marketing da nossa fintech, é um entusiasta do universo de gestão financeira B2B. Para parcerias entre blogs, envie um e-mail para rogerio.barros@weel.com

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comente
Feedbacks
Ver todos os comentários

Artigos relacionados

Cessão de Crédito: saiba o que é, por que fazer, quais são os benefícios, passo a passo e legislação

01 / 03 / 2021 | Banco de palavras, Blog, Geral, Geral Separador

Índice do Conteúdo1 O que é Cessão de Crédito? 1.1 Exemplo de Cessão de Crédito2 Por que fazer uma Cessão de Crédito? 2.1 Benefícios da Cessão de Crédito3 Passo a (...)

Leia Mais

Vendor Finance e Compror Finance: o que são, como funcionam e quais são as diferenças?

18 / 01 / 2021 | Banco de palavras, Blog, Geral, Geral, Produto Separador

Índice do Conteúdo1 O que é Vendor Finance?1.1 Ainda não entendeu como o Vendor Finance funciona?1.2 Vantagens do Vendor Finance1.3 Exemplo de operação de Vendor Finance2 O que (...)

Leia Mais

Significado de Broker: o que é, em quais áreas atuam e quais são as parcerias do mercado financeiro?

09 / 12 / 2020 | Blog, Dicas, Geral, Geral, Parcerias Separador

Índice do Conteúdo1 Significado de Broker 2 Mas o que é um Broker? 2.1 1. Brokers para instituições financeiras2.2 2. Brokers de investimentos2.3 4. Brokers imobiliários 2.4 5. Brokers de (...)

Leia Mais