Se você chegou até este artigo sobre o Supply Chain Finance, provavelmente está em busca de soluções para entender e otimizar a gestão de fornecedores da sua empresa. Para isto, seguir os princípios e práticas ideais para alcançar uma boa gestão de Supply Chain pode ser a garantia do funcionamento das operações da sua empresa e também impactar na capacidade de redução de custos e pagamentos do caixa do seu negócio.

Significado de Supply Chain

A tradução do termo Supply Chain para o português é Cadeia de Suprimentos e, na prática, este termo representa todos os aspectos da relação entre as empresas e seus fornecedores, fabricantes, armazéns, distribuidores, comércios e clientes. O objetivo é sempre ter certeza de que todas as movimentações estão seguindo o fluxo ideal da aquisição de matéria-prima, logística de transportes e sistema de armazenamento ao ciclo produtivo e a gestão do estoque. 

Às vezes faltam recursos econômicos para financiar e otimizar essa cadeia de suprimentos e é aí que entra a necessidade do Supply Chain Finance. Algumas instituições financeiras têm soluções de crédito específicas para esta demanda das empresas e fornecedores.

Sabendo que você já aprendeu a definição de Supply Chain, nos tópicos a seguir iremos explicar a definição do termo completo Supply Chain Finance ou apenas SCF , como essa operação funciona e por que ela é tão fundamental para as empresas.

Agora vamos ao significado e detalhes do Supply Chain Finance! Confira:

O que é o Supply Chain Finance (SFC)?

O Supply Chain Finance é uma solução financeira que está à disposição das empresas para equilibrar a relação que estabelecem com toda a sua cadeia de parceiros, citadas anteriormente. É um financiamento direcionado especialmente aos fornecedores pois eles estão associados diretamente à reposição de matéria-prima e à entrega dos materiais necessários para que as produções ganhem fôlego e as vendas das empresas aconteçam.

Para que você entenda de uma forma mais clara: o Supply Chain Finance é uma modalidade financeira mas não é uma espécie de empréstimo, cheque especial ou operação similar. Seu objetivo é expandir os prazos de pagamento da sua empresa e encurtar o prazo de recebimento dos seus fornecedores sem gerar novas dívidas à empresa. Ou seja, não se trata de adquirir um crédito extra que será mais uma conta a pagar pela sua empresa e sim uma espécie de financiamento que busca pagar seus fornecedores à vista para garantir mais capital de giro no caixa. 

Os pontos principais para entender um serviço de Supply Chain Finance são:

  • Esse financiamento é feito pelas melhores instituições financeiras do mercado;
  • Mais prazo de pagamento da empresa e encurta o tempo de recebimento do fornecedor;
  • Flexibilização dos prazos e negociações entre empresas e fornecedores;
  • Fluxo de caixa otimizado e mais capital de giro para empresas e fornecedores.

Como contratar o Supply Chain Finance?

Para fazer uma operação de Supply Chain Finance, primeiro você deve avaliar quais são as instituições financeiras que oferecem este serviço – fintechs, bancos, factorings, FIDCs e outras – e quais são as particularidades de cada oferta. A partir dessa pesquisa, você poderá selecionar qual é instituições ideal para as necessidades da sua empresa e, após a tomada de decisão, fazer o contato para implementar esta solução de crédito a sua cadeira de fornecedores.

Em fintechs que oferecem o SCF como a WEEL, por exemplo, as empresas financiam seus fornecedores utilizando suas notas fiscais a pagar, com prazo de vencimento entre 5 e 120 dias. Os valores destas notas fiscais serão pagas aos fornecedores e as empresas irão quitá-las seguindo seus prazos de pagamento originais. 

As empresas que implementam esta operação irão ter uma chance maior de conseguir um desconto devido à proposta de pagamento à vista, seus fornecedores evitam recorrer a serviços como a antecipação de recebíveis para encurtar o seu prazo de recebimento. Já as instituições financeiras concedentes terão um lucro a partir da margem de lucro que não seria viável se fosse uma negociação tradicional e sem um financiamento de fornecedores.   

Para recapitular como fazer o Supply Chain Finance, os passos são os seguintes:

  • Avalie as opções de fintechs, bancos e outras que oferecem este serviço;
  • Entre as instituições encontradas e selecione a mais vantajosa;
  • Tire dúvidas com os especialistas financeiros desta instituição;
  • Cadastre-se no Supply Chain Finance e inclua seus fornecedores;
  • Aprove a operação com seus fornecedores e deixe-os anteciparem;
  • Pague a prazo à instituição, como seria feito aos fornecedores;

Para utilizar um capital próprio e financiar estes fornecedores, as empresas deverão cortar custos desnecessários, reavaliar a sua gestão de estoque para priorizar cadeias produtivas específicas ou, infelizmente, fechar negociações com prazos maiores e uma possibilidade de desconto. 

Vantagens do Supply Chain Finance

Os benefícios do Supply Chain Finance são direcionados às empresas e aos fornecedores, ambos ganham ao implementar esta operação em suas negociações de compra e venda. 

Como já falamos anteriormente, com operações como esta os fornecedores poderão optar por receber imediatamente um valor que entraria no seu caixa aos poucos, dentro de 1, 2, 3 ou 4 meses. Isso garante que a empresa terá o capital de giro necessário para quitar qualquer dívida urgente, investir no seu próprio crescimento ou viabilizar qualquer outro tipo de ação que dependa da entrada mais rápida do dinheiro no seu caixa. 

Já para as empresas, além de poder expandir seus prazos de pagamento e deixá-la tranquila por alguns meses para que levante o capital necessário para arcar com os valores das notas, também possibilita que negociem possíveis descontos com seus fornecedores por pagá-los à vista. 

Vamos as vantagens das operações de Supply Chain Finance:

  • Melhoria para o fluxo de caixa das empresas e dos fornecedores, este é um benefício em comum;
  • Empresas têm um aumento da liquidez em balanço e fornecedores têm uma cessão dos recebíveis sem regresso;
  • Empresas com melhores KPI’s por causa dos alongamentos dos prazos de pagamento;
  • Fornecedores têm taxas mais competitivas e um serviço de crédito pouco benéfico ao caixa, ou seja, reduz o uso de linhas de crédito mais caras;
  • Empresas conseguem otimizar seus relacionamentos com os fornecedores e dar autonomia que eles precisam para sentir a segurança desta operação;
  • Empresas e fornecedores podem ter taxas personalizadas e o dinheiro cairá na conta os parceiros financiados em minutos.

Desvantagens do Supply Chain Finance

É muito comum que as instituições financeiras peçam um excesso de documentações invasivas para as empresas e, neste caso, até para os fornecedores. Essas burocracias podem prejudicar o seu acesso aos serviços de crédito, prolongar o prazo de espera para recorrer a essas soluções e até descredibilizar a sua empresa diante dos fornecedores.

Por isso, ao pesquisar instituições financeiras, opte pelas que oferecem o SCF de forma desburocratizada, ágil e digital. Além disso, também certifique-se de estar iniciando uma parceria financeira com uma empresa transmitirá bons valores aos seus fornecedores e serão vistas como uma particularidade de valor e inovação da negociação para uma boa gestão de recebimentos e pagamentos das vendas feitas por eles à sua empresa. 

Como citamos anteriormente, as fintechs podem ser as parceiras ideais para financiar seus fornecedores. Afinal, geralmente elas têm processos digitais, liberam rapidamente as linhas de crédito e permitem que tudo seja resolvido por meio de uma plataforma online gratuita. Diferente das instituições tradicionais, como é o caso dos grandes bancos.

Conheça o WEEL Supply®, o programa SFC da WEEL

A WEEL é a primeira fintech de crédito B2B do Brasil que funciona por meio de uma plataforma 100% digital, segura e desburocratizada.

A princípio a fintech trabalhava apenas com Antecipação de Recebíveis para otimizar o contas a receber da empresa. Agora, o WEEL Supply®, programa de financiamento para a cadeia de fornecedores das empresas, foi lançado para otimizar o contas a pagar

São serviços financeiros que garantem a saúde do fluxo de caixa e geram mais capital de giro, além que impulsionar essas empresas em negociações e possibilitar que façam investimentos estratégicos e tenham mais autonomia com seu capital próprio ativo.

Os passos para sua empresa implementar o WEEL Supply® da WEEL são: 

  1. Sua empresa acessa a plataforma da WEEL e adiciona os fornecedores escolhidos;
  2. Fornecedores se cadastram na plataforma e carregam as notas fiscais que desejam receber à vista;
  3. Após análise da WEEL e precificação das notas fiscais os fornecedores adicionam aquelas que desejam antecipar no carrinho;
  4. Os fornecedores escolhem em qual conta querem receber o dinheiro e finalizam a operação;
  5. Na data de vencimento das notas, sua empresa paga o valor diretamente para a WEEL.

Acesse a plataforma da WEEL, cadastre-se e faça uma simulação agora mesmo!

Utilizando o programa de SFC da WEEL, as empresas e seus fornecedores têm as seguintes vantagens:

Caso queira tirar alguma dúvida sobre o WEEL Supply®, envie um e-mail para suporte@weel.com, ligue para +55 11 3198-5196, fale conosco pelo chat aqui do site ou clique no banner abaixo para iniciar uma conversa via WhatsApp agora mesmo:

Converse com especialistas financeiros e tire suas dúvidas sobre o Supply Chain Finance!

Nosso conteúdo sobre o Supply Chain Finance conseguiu ajudar você? Compartilhe este artigo com a equipe do seu departamento financeiro e apresente esta solução para financiar a cadeia de fornecedores da sua empresa. Estamos à disposição para ajudá-lo em qualquer outro ponto!