20 plataformas de financiamento no Brasil

O mercado Fintech brasileiro viu um grande aumento nos empréstimos para empresas durante os últimos anos. Startups que oferecem serviços digitais conseguiram conquistar o mercado apesar da presença de grandes bancos com capital quase ilimitado. A vantagem que as Fintechs têm em comparação com os bancos tradicionais brasileiros é que elas são 100% digitais, sem espaços físicos. Elas oferecem taxas significativamente mais baixas que a concorrência, sem a burocracia do sistema bancário.

Esta linha do tempo mostra a evolução do ecossistema brasileiro de empréstimos empresariais desde o início até os dias de hoje.

Junho 2004 – SupplierCard – Cartão de compras B2B para financiamento dos recebíveis da indústria.

Junho 2011 – Credshow – Promotora de produtos e serviços financeiros que trabalha em parceria com o comércio varejista.

Julho 2011 – BroadFactor – Plataforma de Factoring colaborativo pioneira em operações de antecipação de recebíveis online.

Abril 2012 – Avante – Startup com foco em soluções financeiras para microempreendedores de baixa renda.

Junho 2014 – Quartilho – Um marketplace para antecipação de recebíveis.

Agosto 2014 – Weel – Antecipação de recebíveis com eficiência, transparência e agilidade.

Novembro 2014 – Biva – Empréstimos peer-to-peer para empresas.

Maio 2015 – F(x) – Tecnologia que torna a busca por crédito para médias e grandes empresas mais inteligente, rápida e efetiva.

Setembro 2015 – Nexoos – Plaforma de peer-to-peer lending para PMEs

Janeiro 2016 – BizCapital – Uma empresa de Crédito Digital focada em oferecer empréstimos online e financiamento para pequenas empresas.

Maio 2016 – Adianta – Fintech da área de antecipação de recebíveis e inteligência de crédito.

Julho 2016 – Rapidoo – Uma empresa de factoring completamente online.

Julho 2016 – Monkey Exchange – Uma plataforma que tem como principal objetivo fortalecer a cadeia de fornecedores através da compra e venda de recebíveis.

Novembro 2016 – Kavod Lending – Plataforma de empréstimos coletivos (peer-to-peer) a pequenas e médias empresas.

Novembro 2016 – QuiteJa – Uma solução que permite negociar dívidas sem burocracia.

Janeiro 2017 – Capta Money – Plataforma de captação de financiamentos de longo prazo para pequenas e médias empresas.

Fevereiro 2017 – BeCredit – Plataforma de crédito online que oferece a empresas e financiadores as soluções de crédito.

Junho 2017 – Mercatorio – Startup que desenvolve uma solução que automatiza a negociação de precatórios.

Julho 2017 – TuTu Digital – Peer-to-Peer Lending (P2P Lending), conectando empresas que precisam de crédito com pessoas que desejam investir.

Novembro 2017 – TrustHub – Antecipação de recebíveis, empréstimos e conta de pagamento digital.