Recuperação de empresas: dicas para sair do vermelho

Mesmo em momentos como o atual, conturbado no que diz respeito ao mercado e à economia, a recuperação de empresas é possível, desde que sejam seguidas algumas regras básicas. Afinal, qualquer negócio está sujeito a passar por momentos desafiadores, mas com inteligência e estratégia é possível encontrar soluções para a estabilidade e o crescimento.

“Estar no vermelho” não significa o fim do negócio, mas exige atenção, mudanças de atitudes e a adoção de novos planos de ação.

Há muitos meios de colocar a empresa em um novo rumo, e por isso não há razão para desistir ou ficar de braços cruzados. Acompanhe nossas dicas e saiba como recuperar sua empresa com sucesso.

1. Identifique as causas do problema

Pesquise o que levou sua empresa a se tornar deficitária. Sofreu altos índices de inadimplência entre os seus clientes? Houve descontrole de gastos e investimentos? Não importa o que tenha ocorrido, precisará  ser identificado e corrigido.

Fazer uma análise completa sobre os recursos disponíveis e o histórico financeiro do negócio ajudará você a entender possíveis desvios. Esse é o primeiro passo para começar a pensar em estratégias que promovam uma mudança de atitude em relação às suas finanças.

2. Corte gastos

Depois de identificar e analisar as causas da situação, chega o momento de planejar seus próximos passos. Reduzir custos deve ser uma de suas primeiras ações.

É importante ressaltar que cortar gastos não significa deixar de investir em atividades essenciais para a operação ou o crescimento da empresa. A questão está muito mais relacionada à definição de prioridades. Nesse quesito entram, por exemplo, medidas para redução no consumo de recursos (água e energia) e a eliminação de desperdícios (de materiais de escritório, matérias-primas, entre outros).

Reveja também seu quadro de funcionários, uma vez que, para implementar mudanças, é importante contar com um time engajado e disposto a contribuir para o crescimento do negócio. Conscientizar seus colaboradores e realizar adaptações são formas de encontrar o equilíbrio para permitir que a empresa encontre um caminho de crescimento.

3. Integre os setores de seu negócio

Uma empresa deve estar integrada. Enxergar cada setor como uma peça isolada leva a competições internas, o que a distraem do principal foco do negócio: o crescimento. Nos momentos de instabilidade, a integração entre os departamentos torna-se vital.

Departamento financeiro e diretoria, por exemplo, devem ter comum entendimento sobre as finanças da organização. Se a empresa está no vermelho, todos devem trabalhar juntos para reverter a situação. Para isso, a sensação de pertencimento é essencial.

Como acabamos de ver, a recuperação de empresas depende de pequenas mudanças de atitude no dia a dia e da incorporação do planejamento como parte da rotina. Se este post foi útil para você, assine a nossa newsletter e tenha acesso a outros conteúdos importantes para ajudar a equilibrar o fluxo de caixa de sua empresa.