Ao se deparar com o termo conta garantida é muito provável que surjam dúvidas sobre o que é, como funciona e quais são as suas vantagens e desvantagens. Isso acontece, especialmente, entre as empresas que estão buscando formas de viabilizar melhorias ao seu fluxo de caixa e financiar seu capital de giro.

Para que você tire todas as suas dúvidas em relação à tão falada conta garantida, que é mais uma modalidade disponível no mercado para quem deseja adquirir um crédito rotativo (também conhecido como “empréstimo emergencial”), a WEEL fintech 100% digital que trabalha, exclusivamente, com antecipação de recebíveis — preparou este conteúdo com todos os detalhes e aspectos que estão associados a esse modelo de operação de crédito:

O que é uma conta garantida?

A conta garantida nada mais é do que uma conta paralela à conta corrente da sua empresa. Ela tem a missão de funcionar como uma alternativa para que as empresas possam quitar suas dívidas empresariais e, assim, impulsionar o capital de giro (se houver alguma dúvida em relação à definição deste termo, confira nosso conteúdo sobre “O que é Capital de Giro?”).

Para que isso ocorra, a conta garantida viabiliza que a sua empresa adquira o crédito necessário para realizar os pagamentos dos custos e obrigações que somam valores acima das possibilidades imediatas da conta corrente do seu negócio — ou seja, o limite atual — , categorizando essa operação como uma forma de empréstimo.

Após abrir uma conta garantida, seu negócio terá uma linha de crédito (valor fixo) à disposição para realizar transferências e quitar suas dívidas empresariais.

Esse processo não é feito de forma automática e os encargos serão definidos em cima de cada operação realizada, ou seja, sobre cada transferência bancária que for feita. Isso evita que a sua linha de crédito da conta seja automaticamente negativa, como ocorre nas operações automatizadas que são feitas por meio da conta corrente.

Linha de crédito de Conta Garantida

O limite máximo pré-estabelecido para a linha de crédito de uma conta garantida é definido de acordo com as regras específicas de cada banco e leva em consideração o percentual de faturamento de cada empresa.

Após disponibilizada, é possível que o limite de crédito da sua conta garantida seja aumentado, desde que sua solicitação seja aprovada e liberada pelo banco responsável pela abertura e funcionamento da operação.

Para iniciar sua conta garantida, você deverá ir até uma agência bancária à sua escolha ou utilizar o canal disponibilizado pelo banco do seu interesse para solicitar a abertura da conta.

As opções de instituições financeiras para abrir sua conta garantida são bancos como, por exemplo: Itaú; Bradesco; Caixa; Banco do Brasil; e alguns outros.

[Exemplo] Operação de Conta Garantida

Para que você possa entender melhor como se dá o funcionamento de uma operação por meio da conta garantida, vamos analisar um exemplo prático a seguir:

  1. Vamos supor que a sua empresa está com um compromisso financeiro agendado para ser pago hoje, no valor de R$ 15.000,00.
  2. Entretanto, sua conta corrente tem um limite disponível de apenas R$ 1.000,00 — R$ 14.000,00 a menos do que o valor relativo à dívida que precisa ser paga pela sua empresa, exemplificada anteriormente.
  3. Tendo uma conta garantida com um limite total de R$ 20.000,00, sua empresa poderá transferir esses R$ 14.000,00 para sua conta corrente e a linha de crédito desta conta não será negativada por receber uma cobrança maior do que seu limite pode arcar —  como aconteceria automaticamente em uma operação de cheque especial, por exemplo, que iria para um saldo de – (menos) R$ 14.000,00.

Vantagens e desvantagens da Conta Garantida

É importante conhecer bem todas as modalidades disponíveis para melhorar o seu capital de giro, certo? Antes de iniciar uma operação de conta garantida, confira suas vantagens e desvantagens gerais:

Vantagens

  • Sua empresa terá o valor de empréstimo à disposição para quitar a dívida de forma rápida;
  • Juros cobrados apenas no último dia do mês, relativos aos saldos devedores;
  • IOF cobrado apenas no mês seguinte, porém logo no primeiro dia;
  • Menores tarifas para as cobranças das duplicatas que estão em garantia.

Desvantagens

  • Cobrança da incidência adicional do IOF sobre o valor solicitado por saque;
  • Cobrança do IOF diário sobre o saldo devedor da conta;
  • É um empréstimo e não um capital próprio, então o crédito utilizado deverá ser pago ao banco dentro do prazo definido com o valor dos encargos.

Cadastre-se e conheça a solução financeira que aumentará o capital da sua empresa: a fintech WEEL.

Se a sua empresa estiver com problemas no fluxo de caixa, você também pode considerar a opção de antecipar seus recebíveis com fintechs do setor de crédito como a WEEL. Dessa forma a sua empresa terá o dinheiro relativo às notas fiscais (NF-e) dos negócios que fechou de forma rápida, segura e prática.

No geral, a conta garantida é uma operação que tem um funcionamento muito parecido com o do cheque especial. Entretanto, há algumas diferenças operacionais relevantes entre essas duas operações e você pode conferi-las no tópico a seguir.

Leia também os artigos:

Diferenças: Conta Garantida vs. Cheque Especial

Apesar das semelhanças entre a conta garantida e o cheque especial, as operações têm diversos pontos que divergem. Levando-as em consideração, podemos perceber que uma tem menos burocrática e é mais segura e vantajosa em relação à outra.

Confira todas as diferenças entre a conta garantida e o cheque especial no infográfico abaixo:

Diferenças entre a conta garantida e o cheque especial

Taxas e encargos da Conta Garantida

Devido à urgência dos créditos emprestados e da falta da necessidade das garantias, os cheques especiais acabam tendo taxas de juros mais altas em comparação aos da conta garantida.

Para as contas garantidas, as instituições financeiras — bancos, geralmente — têm algumas taxas e encargos necessários para o funcionamento da conta garantida. Confira:

  • Taxa de CDI: é o Certificado de Depósito Interbancário, um título dado pelos bancos em prol da realização de operações de empréstimo;
  • Taxa de juros pré ou pós-fixados: são as taxas que serão cobradas de acordo com os saldos que ainda não forem pagos, ou seja, transferências feitas e que não foram quitadas;
  • IOF (normal + adicional): é o Imposto Sobre Operações Financeiras, um valor que será cobrado como débito na conta corrente, no primeiro dia útil do mês.

Garantias exigidas pela Conta Garantida

Com o objetivo de diminuir os riscos e analisar a procedência das operações de conta garantida, os bancos exigem alguns documentos para que a operação possa acontecer. Essas garantias de aval são:

  • CDB: é o Certificado de Depósito Bancário, uma espécie de depósito a prazo;
  • LCI: é a Letras de Créditos Bancários, títulos de crédito lastreados por créditos imobiliários;
  • Cheque: é a ordem de pagamento à vista a ser recebido sobre fundos depositados na conta do emitente, ou seja, sua empresa deverá apresentá-lo ao banco para obter uma quantia;
  • Duplicata: é o título de crédito correspondente ao valor que a sua empresa deseja receber por meio da conta garantida;
  • Nota promissória: título cambiário em que seu criador assume a obrigação direta e principal de pagar o valor correspondente ao acordado em título.

É importante ter em mente que esta é uma operação que só deve ser feita em casos emergenciais, em prol do capital de giro da sua empresa. A antecipação de recebíveis, por sua vez, dá às empresas a possibilidade de antecipar créditos que já às pertence e, assim, evita que criem possíveis novas dívidas por meio de empréstimos bancários.

Este conteúdo tirou as suas dúvidas? A WEEL espera que o conteúdo tenha sido o suficiente para esclarecer as suas questões a respeito da conta garantida mas, se você ainda tiver alguma dúvida pendente, nossos especialistas estão disponíveis para conversar e te ajudar. Entre em contato conosco via chat ou pelo e-mail suporte@weel.com.