2019: o ano da aliança entre a indústria plástica e a WEEL            

Se ainda havia dúvidas em relação ao imenso potencial da aliança entre a WEEL e a indústria plástica brasileira, elas se dissiparam ao longo desse primeiro quadrimestre de 2019. A WEEL, fintech pioneira na antecipação de recebíveis digital para PMEs, participou da Plástico Brasil (de 15 a 19 de março) e da Feiplastic (22 a 26 de abril), dois dos maiores eventos do segmento, expondo sua solução exclusiva de financiamento para as empresas desse setor.

“A indústria plástica brasileira é um dos motores da economia nacional. No entanto, as quase 12 mil empresas que atuam nesse segmento enfrentam um desafio que somente agora, com soluções financeiras oferecidas pelas fintechs, pode ser superado: a dificuldade de obtenção do capital de giro necessário para suportar o dia a dia da produção e garantir seu crescimento”, explica Nathan Yoles, Head of Growth da WEEL.

No estande da WEEL em ambos os eventos, os visitantes puderam navegar pela plataforma através da qual o gestor financeiro pode realizar toda a operação de antecipação de recebíveis em tempo real, 24 x 7, sem burocracia e com total transparência. Todos os processos, inclusive a análise de risco – aspecto que até hoje, em bancos tradicionais, praticamente impossibilita a operação tradicional de antecipação de recebíveis para as PMEs – são feitos em questão de minutos, sendo o montante depositado até mesmo no próprio dia da solicitação.

“Nossa solução casa perfeitamente com as necessidades dos integrantes desse setor, que são forçados a trabalhar com prazos muito curtos de pagamento da compra de matérias-primas e, por outro lado, prazos superalongados de acerto de sua venda a clientes”, explica Yoles. Com a WEEL, essas empresas encontram fôlego para manterem-se saudáveis e competitivas, com o fluxo de caixa sempre equilibrado.

Segundo Laércio Gonçalves, CEO da distribuidora de resinas Activas, a operação da WEEL é sem dúvida interessante para pequenos e médios transformadores. “Nos últimos anos, em função da crise econômica no país, muitas empresas carentes de capital de giro pressionaram seus fornecedores para estenderem os prazos de pagamento, passando dos tradicionais 28-35-42 DDL (Dias da Data Líquida) para até 120, o que afeta duramente seu fluxo de caixa”, explica o executivo.

A WEEL tem aumentado de forma consistente sua atuação junto à indústria plástica – e já colhe resultados positivos de suas parcerias. “A WEEL nos oferece uma experiência muito mais tranquila e recompensadora na solicitação da antecipação. Depois da aprovação inicial de nosso cadastro, as operações são realizadas no mesmo dia. Temos uma sensação de transparência e sinergia de negócio que nunca havíamos vivenciado”, assinala Gislaine Regina Sussai, diretora financeira do Grupo Navarro, uma bem-sucedida fabricante de embalagens de uso industrial localizada em São João da Boa Vista, no interior de São Paulo.